Declamações Líquidas – 01

Publico aqui o primeiro de uma série de áudios com declamações de poemas que eu gosto. Com licença poéticaAdélia Prado Quando nasci um anjo esbelto,desses que tocam trombeta, anunciou:vai carregar bandeira.Cargo muito pesado pra mulher,esta espécie ainda envergonhada.Aceito os subterfúgios que me cabem,sem precisar mentir.Não sou tão feia que não possa casar,acho o Rio de…

Pacto com o diabo de ferro

A culpa era minha. Eu alternava entre pentear o cabelo para trás, usando um pequeno pente de marfim que trazia na bolsa, e me surpreender com meu reflexo nos espelhos de bronze polido espalhados pela sala. Não me importava a chegada gradual daquelas autoridades. Eu trocaria todos por ela, que ia odiar o vestido de…

Um dia

(Jaciara Gomes)Sabe? Um dia, não me lembro quando, eu era criança ainda, minha mãe me chamou e disse: -Jaciara, tá vendo aquela estrela grande do lado da lua? -Qual mamãe? Ela disse: -aquela ali que onde a lua vai ela vai junto, é a estrela D’alva. Quando eu já não estiver aqui, olhe para ela…